Mais de 170 mil pessoas seguem sem água em Porto Alegre

Na noite de terça-feira (16), uma tempestade atingiu Porto Alegre, trazendo consigo uma série de desafios para a cidade. O Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) está lidando com as consequências dessa intempérie, que incluem falta de luz em estações de bombeamento e níveis abaixo do ideal para operação em algumas delas.

Impacto nas Estações de Bombeamento de água em Porto Alegre

Das 87 Estações de bombeamento de água tratada (Ebats), 19 estão sem energia elétrica, e cinco operam com níveis abaixo do recomendado. Essa situação compromete diretamente o abastecimento de água para diversas regiões da cidade.

Atualmente, pelo menos 17 bairros enfrentam problemas de abastecimento, afetando potencialmente até 170 mil pessoas. Entre esses bairros estão:

  • Boa Vista;
  • Bom Jesus;
  • Chácara das Pedras;
  • Cristo Redentor (parte do bairro);
  • Higienópolis (parte do bairro);
  • Jardim Botânico (parte do bairro);
  • Jardim do Salso;
  • Jardim Floresta (parte do bairro);
  • Jardim Lindóia (parte do bairro);
  • Jardim São Pedro (parte do bairro);
  • Medianeira (parte do bairro);
  • Nonoai (parte do bairro);
  • Petrópolis (parte do bairro);
  • Santa Tereza (parte do bairro);
  • Teresópolis (parte do bairro);
  • Três Figueiras;
  • Vila Jardim (parte do bairro).

Providências Adotadas pelo Dmae

Diante desse cenário desafiador, o Dmae está tomando medidas para minimizar os impactos. Desde quarta-feira (17), foram enviados 11 caminhões-pipa para atender hospitais e unidades de saúde que enfrentam a escassez de água devido à falta de energia elétrica nas estações de tratamento.

O diretor-geral do Dmae, Maurício Loss, destaca que as instituições de saúde são prioridade nesse momento delicado. Hospitais como Santa Ana, Vila Nova, Militar, Conceição, Beneficência Portuguesa, Divina Providência, Centro de Oncologia Radioterápica da Orfanatrófio, Postão do IAPI, Centro de Atenção Psicossocial da Cavalhada, e unidades de saúde como Morro da Cruz e Vila Vargas estão recebendo atenção especial. Já foram distribuídos 128 mil litros de água nessas instituições.

Além disso, uma parceria com a Corsan foi estabelecida desde a manhã de ontem (18), reforçando a frota com mais cinco caminhões. Esses veículos têm como objetivo atender as comunidades que ainda não tiveram o sistema de abastecimento normalizado.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 1076

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading