Abastecimento de Água em Porto Alegre deve voltar ao normal até esta sexta-feira (5)

Porto Alegre enfrentou desafios significativos no fornecimento de água devido a um incidente envolvendo um caminhão que derrubou um poste na avenida Castello Branco. O DMAE (Departamento Municipal de Águas e Esgotos) trabalhou incansavelmente para resolver a situação e, nesta quinta-feira (4), anunciou que o abastecimento de água está em processo de normalização. Este artigo explora os eventos que levaram à interrupção do serviço, as medidas tomadas para restaurar a distribuição e as áreas ainda impactadas.

O que prejudicou o abastecimento de água em Porto Alegre?

A cidade foi impactada quando um caminhão colidiu e derrubou um poste na avenida Castello Branco, comprometendo a rede elétrica. Essa ocorrência afetou duas importantes ETAs (estações de tratamento de água), resultando na interrupção do fornecimento de água potável para diversos bairros, especialmente na área central e zona norte de Porto Alegre. A situação gerou preocupação em cerca de 48 bairros, que experimentaram falta de água ou pressão reduzida.

O DMAE agiu rapidamente para mitigar os impactos, religando a rede elétrica e retomando o tratamento de água bruta para potável por volta das 23h. As EBATs, responsáveis por levar a água potável aos bairros, foram reativadas durante a madrugada. No entanto, a normalização completa do serviço foi um processo gradual, com previsão de retorno pleno entre quinta e sexta-feira, especialmente em áreas mais altas e remotas da rede.

Apesar dos esforços para restaurar o abastecimento, alguns bairros, como Cristo Redentor, Morro Santana e Mário Quintana, na região atendida pela Estação São João, ainda enfrentam problemas de falta d’água. O DMAE orienta os moradores a comunicarem eventuais dificuldades pelos canais de atendimento do 156, permitindo uma identificação mais precisa das áreas com problemas de ar na rede.

O incidente na Castello Branco destacou a vulnerabilidade da infraestrutura de abastecimento de água. O DMAE, com sua resposta rápida e eficiente, evidencia o compromisso em enfrentar desafios e garantir a normalização do serviço para os cidadãos de Porto Alegre. A cooperação da população e a comunicação ativa são fundamentais para superar os impactos residuais e fortalecer a resiliência do sistema de distribuição de água na cidade.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 979

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading