Por que a Adventure recolheu seus patinetes em Porto Alegre?

Apesar do encerramento das operações em Porto Alegre, a Adventure não está encerrando suas atividades por completo. Saiba mais.

A recente retirada dos patinetes elétricos da empresa Adventure das ruas de Porto Alegre pegou muitos usuários de surpresa e gerou questionamentos sobre os motivos por trás dessa decisão. Desde sua introdução em novembro de 2019, os patinetes da Adventure se tornaram uma opção popular para os moradores e visitantes da capital gaúcha. No entanto, a empresa decidiu encerrar suas operações na cidade, citando diversos fatores como razão para essa medida.

Desafios Enfrentados pela Adventure em Porto Alegre

De acordo com Eliakim Fernando Alvarez, diretor-executivo da Adventure, a decisão de retirada dos patinetes envolveu uma série de considerações, incluindo preocupações com o atual cenário regulatório da cidade. As regulamentações municipais, que permitiram a proliferação descontrolada de patinetes elétricos operados por concorrentes como Whoosh e Jet, foram citadas como fonte de descontentamento para a Adventure.

Além disso, Alvarez mencionou os problemas recorrentes de vandalismo e furto enfrentados pela empresa em Porto Alegre como desafios significativos. Estima-se que entre 15% a 20% da frota mensal da Adventure na capital fosse afetada por esses problemas, enquanto no Litoral Norte esse número chegava a 20% a 25%.

Esses desafios, combinados com as políticas municipais em relação aos patinetes, contribuíram para a decisão da Adventure de suspender suas operações em Porto Alegre. No entanto, é importante ressaltar que a empresa não exclui a possibilidade de um retorno futuro, mantendo seu contrato com a prefeitura.

Perspectivas Futuras da Adventure

Apesar do encerramento das operações em Porto Alegre, a Adventure não está encerrando suas atividades por completo. A empresa continua ativa em outras regiões, como Capão da Canoa, no Litoral Norte do RS, e tem planos de expansão para cidades turísticas como Gramado e Canela. Em uma iniciativa conjunta com estabelecimentos locais, a Adventure planeja disponibilizar cerca de 100 patinetes até a próxima sexta-feira.

Em resposta às preocupações levantadas, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) de Porto Alegre afirmou não ter sido oficialmente notificada sobre a retirada dos serviços da Adventure. A EPTC reiterou a importância das operações de patinetes compartilhadas como um complemento fundamental ao sistema de transporte urbano da cidade. A decisão de suspensão foi exclusivamente da empresa, e a prefeitura mantém seu compromisso com a melhoria da qualidade urbana.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 981

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading