Carrefour fechará 11 Supermercados Todo Dia no Rio Grande do Sul

O cenário varejista no Rio Grande do Sul sofre mais um impacto com o anúncio do fechamento de 11 unidades da bandeira Todo Dia, pertencente ao grupo Carrefour. Esta medida se insere em um contexto de mudanças após a aquisição do Grupo Big pelo Carrefour em 2021. A decisão afeta municípios como Porto Alegre, Alvorada, Campo Bom, Esteio, Igrejinha, Novo Hamburgo, Parobé, Rio Pardo, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Taquara.

A compra do Grupo Big pelo Carrefour em 2021 envolveu a aquisição de 388 supermercados, hipermercados e atacarejos. Entretanto, como parte das determinações do Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (Cade), o Carrefour foi instruído a vender 14 unidades para evitar concentração em certos mercados.

Fechamento de Unidades Todo Dia

As unidades Todo Dia, conhecidas pelo foco em preços baixos, estão entre as que serão encerradas no estado. A marca, que já teve cerca de 150 unidades, agora conta com menos de 100 em todo o país. Estima-se que aproximadamente 100 funcionários serão afetados pelos fechamentos.

As operações das unidades Todo Dia que serão fechadas estão programadas para encerrar até 31 de janeiro. Além dessas, ao menos outras nove lojas do Carrefour e Nacional também serão fechadas na mesma data. Essa medida faz parte de um processo de reestruturação e padronização das unidades sob a nova administração.

Impacto nas Cidades e nos Empregados

O fechamento dessas unidades não apenas afeta a disponibilidade de supermercados em diversas cidades, mas também terá um impacto significativo nos empregados. Estima-se que ao menos 100 funcionários serão demitidos, uma vez que o enxugamento do quadro de funcionários já estava ocorrendo nos últimos tempos, segundo relatos dos sindicatos dos empregados no comércio.

A decisão do Carrefour de fechar as unidades Todo Dia no Rio Grande do Sul reflete a dinâmica competitiva do mercado varejista após a aquisição do Grupo Big. O impacto se estende não apenas aos consumidores locais, que perdem opções de supermercados, mas também aos funcionários que enfrentarão demissões. O desdobramento dessas mudanças continuará a ser acompanhado, destacando a necessidade de adaptação do setor diante das transformações e ajustes estratégicos.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 981

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading