Catástrofe no RS tem ao menos 32 mortos e 74 desaparecidos

Uma grave catástrofe no RS aconteceu devido às intensas chuvas que assolam o estado desde o último sábado (27). Até a noite de quinta-feira (2), os números confirmados pela Defesa Civil são alarmantes: 32 pessoas perderam a vida em diversas regiões, enquanto 74 ainda estão desaparecidas em 15 cidades diferentes.

Os óbitos confirmados estão distribuídos em várias localidades, incluindo municípios como Canela, Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Gramado, Santa Cruz do Sul, entre outros. No entanto, além dos números divulgados pela Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros, a Brigada Militar e as prefeituras confirmaram outras três mortes em São Vendelino e Taquara, onde um casal de idosos veio a óbito.

Desaparecidos e abrigados devido à catástrofe no RS

A situação se agrava com o elevado número de desaparecidos, totalizando 59 pessoas em diferentes cidades. A preocupação com as vítimas levou à mobilização de equipes de resgate em busca de sobreviventes. Enquanto isso, cerca de 4,6 mil pessoas encontram-se abrigadas em locais seguros.

Visando ampliar os esforços de prevenção e segurança, a Defesa Civil incentiva as pessoas a se cadastrarem para receberem alertas em tempo real. Basta enviar o CEP da localidade via SMS para o número 40199 e confirmar o cadastro. Essa medida permite que os cidadãos estejam sempre informados sobre as condições climáticas e os riscos iminentes.

Diante da magnitude da tragédia e da importância da solidariedade e cooperação, é fundamental que a população se mantenha unida para enfrentar os desafios e prestar auxílio aos necessitados.

Enquanto as autoridades continuam os esforços de busca, resgate e assistência às vítimas, a sociedade civil pode contribuir compartilhando informações e apoiando as ações de socorro e reconstrução das áreas afetadas.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 950

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading