Cidades cancelam as aulas da rede municipal no RS; veja quais

As intensas chuvas que castigam o Rio Grande do Sul nos últimos dias têm gerado transtornos significativos em diversas regiões do estado. Em meio às preocupações com a perspectiva de agravamento do cenário climático, autoridades municipais e estaduais têm tomado medidas para garantir a segurança da população, incluindo o cancelamento das aulas em diversas localidades.

Na tarde desta quarta-feira (1º), o governador Eduardo Leite anunciou, em entrevista coletiva, a suspensão das aulas na rede estadual de ensino para quinta (2) e sexta-feira (3). A decisão visa resguardar alunos, professores e funcionários diante dos desafios impostos pelas chuvas.

Aulas da rede municipal são suspensas

Além da capital Porto Alegre, outras cidades também anunciaram o cancelamento das atividades escolares. Santo Antônio da Patrulha e São Leopoldo são algumas das localidades que seguiram essa determinação, enquanto em Canoas, o cancelamento se limita ao turno da manhã, com avaliação pendente para o turno da tarde.

Diversos municípios adotaram a mesma medida, suspendendo as atividades escolares até sexta-feira. Em locais como Gravataí, Eldorado do Sul, Guaíba, Esteio, Arroio dos Ratos, Cachoeirinha, Taquari e Charqueadas, tanto a rede municipal quanto a estadual estão afetadas pelo cancelamento.

Em municípios como Novo Hamburgo e Glorinha, a suspensão das atividades escolares na zona rural se estende também para a sexta-feira. Já em São Jerônimo, enquanto as atividades na zona rural estão suspensas nos dois dias, na região urbana está previsto um plantão nas instituições de ensino para acolher desabrigados na quinta-feira, com definição pendente para a sexta.

Orientações para a Rede Particular

O Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (Sinepe/RS) emitiu uma nota orientando as escolas particulares a avaliarem as condições locais para decidir sobre a continuidade das aulas na quinta e sexta-feira. A entidade recomendou que, caso as atividades se mantenham, não sejam realizadas avaliações ou ministrados novos conteúdos, a fim de evitar prejuízos aos alunos impossibilitados de comparecer à escola.

Diante do cenário desafiador causado pelas chuvas intensas, a suspensão das aulas em diversos municípios do Rio Grande do Sul demonstra o compromisso das autoridades em garantir a segurança e o bem-estar da comunidade escolar. Essas medidas preventivas visam mitigar os riscos associados às condições climáticas adversas, reforçando a importância da cooperação e da adoção de ações responsáveis para enfrentar situações de emergência.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 981

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading