Dengue no RS: 466 cidades estão infestadas com o mosquito Aedes aegypti

As cidades que ainda não estão infestadas pelo mosquito Aedes aegypti estão concentradas na faixa Leste e no Sul do estado.

A situação da dengue no Rio Grande do Sul é preocupante. Dos 497 municípios do estado, apenas 31 ainda não estão infestados pelo mosquito Aedes aegypti, o que representa apenas 6,2% do total. O estado está em situação de emergência por decreto do governo, e 37 pessoas já morreram da doença em 2024.

As cidades que ainda não estão infestadas pelo mosquito estão concentradas na faixa Leste e no Sul do estado. São elas:

  1. Amaral Ferrador
  2. Arroio do Padre
  3. Arroio Grande
  4. Barão do Triunfo
  5. Cambará do Sul
  6. Campestre da Serra
  7. Caraá
  8. Cerrito
  9. Cerro Grande do Sul
  10. Chuí
  11. Coronel Pilar
  12. Cristal
  13. Dom Pedro de Alcântara
  14. Esmeralda
  15. Itati
  16. Jaquirana
  17. Maquiné
  18. Mampituba
  19. Monte Alegre dos Campos
  20. Morrinhos do Sul
  21. Morro Redondo
  22. Muitos Capões
  23. Nova Pádua
  24. Pinhal da Serra
  25. Piratini
  26. Santa Vitória do Palmar
  27. São José dos Ausentes
  28. Sentinela do Sul
  29. Sertão Santana
  30. Tavares
  31. Turuçu

Para conter o avanço da dengue, é fundamental a colaboração da população. É importante eliminar qualquer tipo de água parada, como em vasos de plantas, calhas e pneus velhos, para evitar a proliferação do mosquito. Além disso, é importante usar repelente e roupas compridas ao sair de casa, especialmente durante o dia, quando o mosquito é mais ativo.

Ações nas escolas e ajuda da população contra o Aedes aegypti

A cidade de Turuçu, no Sul do estado, é um exemplo de como a ação conjunta da comunidade pode ajudar a manter a dengue longe. A Secretaria de Saúde do município realiza ações nas escolas, orientando alunos e pais sobre o combate à doença, além de controlar armadilhas de larvas.

O secretário de Saúde de Turuçu, Marlon Pradia, destaca a importância da colaboração da população:

“Por ser uma cidade pequena, a população ajuda. Cada um cuida do seu pátio e muitas vezes cuida de um terreno baldio, de uma rua que tenha pouco movimento. A gente felizmente tá conseguindo manter a cidade sem focos do mosquito e nem casos”, afirma.

É importante lembrar que a luta contra a dengue é de todos. Ao eliminar os criadouros do mosquito e adotar medidas de proteção individual, podemos evitar a proliferação da doença e salvar vidas.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 979

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading