Enchentes no Rio Grande do Sul: Atualização dos Números e Medidas de Auxílio

As consequências das fortes chuvas que assolaram o Rio Grande do Sul desde o final de abril continuam a afetar severamente a região. O último boletim divulgado pela Defesa Civil do Estado, às 9h desta quinta-feira (16), traz números alarmantes: 151 pessoas mortas, 806 feridas e 104 desaparecidas em todo o estado. Além disso, os danos materiais e o número de desabrigados e desalojados são expressivos, com 2.281.774 pessoas afetadas, 77.199 em abrigos e 538.164 desalojados.

Diante da gravidade da situação, a Defesa Civil estadual está intensificando os alertas meteorológicos para aumentar o nível de prevenção. As pessoas podem se cadastrar para receber esses alertas por SMS, enviando o CEP da localidade para o número 40199. Além disso, é possível se cadastrar via aplicativo Whatsapp, interagindo com o robô de atendimento para receber as informações diretamente da Defesa Civil estadual.

Auxílio de R$ 5 mil aos moradores do Rio Grande do Sul

Em meio às dificuldades enfrentadas pelas famílias atingidas pelas enchentes, o presidente Lula anunciou uma medida de auxílio para ajudar na recuperação dos bens perdidos. Cada família afetada receberá um Auxílio Reconstrução no valor de R$ 5.100,00. Esse recurso poderá ser utilizado de acordo com as necessidades de cada família, seja para a compra de móveis, eletrodomésticos ou outros itens essenciais.

Estima-se que aproximadamente 240 mil famílias serão beneficiadas por essa iniciativa do governo federal. Os pagamentos serão efetuados de maneira ágil e simplificada, utilizando a plataforma de transferências instantâneas Pix da Caixa Econômica Federal. O objetivo é proporcionar um processo de recuperação mais rápido e eficaz para as famílias que enfrentam dificuldades após as enchentes.

O ministro Paulo Pimenta, em suas redes sociais, destacou o compromisso do presidente Lula e de toda a equipe do governo em garantir o apoio necessário para que as famílias gaúchas possam reconstruir suas vidas após essa tragédia.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 979

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading