Expansão do Ensino Médio em Tempo Integral no RS: Desafios e Perspectivas

A formação dos profissionais da educação marca um passo importante na concretização da expansão do Ensino Médio em Tempo Integral no RS.

Na manhã de segunda-feira (29), a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) deu início à formação de gestores e equipes diretivas para a implementação da modalidade de Ensino Médio em Tempo Integral no ano letivo de 2024. O número de escolas adotando esse modelo no Estado do Rio Grande do Sul saltará de 111 para 205, representando 18% do total de escolas da rede estadual. Com a meta de atingir 50% até 2026, o governo busca proporcionar uma educação mais completa, visando o desenvolvimento integral dos estudantes.

Objetivos e Impactos do Ensino Médio em Tempo Integral

A Seduc destaca que o Ensino Médio em Tempo Integral permitirá trabalhar o aluno de forma integral, abrangendo aspectos físicos, mentais, cognitivos e socioemocionais. A secretária da Educação, Raquel Teixeira, ressalta que essa abordagem contribuirá para uma trajetória profissional mais sólida e melhores oportunidades de vida para os jovens, incluindo uma possível melhoria salarial no futuro.

Com um investimento de cerca de R$ 15 milhões no mês de janeiro, as escolas de Ensino Médio em Tempo Integral receberam suporte financeiro para a expansão do modelo. Além disso, o repasse extraordinário do Agiliza Educação foi destinado a todas as escolas estaduais. O governo enfatiza a prioridade dada à expansão, considerando a importância do modelo na elevação das chances dos alunos ingressarem em universidades.

A implementação do Ensino Médio em Tempo Integral exige ajustes administrativos significativos, desde a distribuição da carga horária dos docentes até o alinhamento pedagógico do novo modelo. Com a recente aprovação de 1,3 mil professores efetivos e a autorização para contratação temporária de até 9 mil novos profissionais, o governo visa garantir o preenchimento adequado das cargas horárias, especialmente nas escolas de tempo integral.

Escolas Técnicas e Formação Continuada

Além da abordagem teórica e metodológica, a formação dos profissionais inclui a atualização da matriz curricular com novos componentes e a integração da Tecnologia de Gestão Educacional. A oferta de cursos técnicos nas escolas com Ensino Médio em Tempo Integral envolve a observação de aspectos socioeconômicos e pedagógicos, alinhando-se com as necessidades do mercado de trabalho.

A formação dos profissionais da educação marca um passo importante na concretização da expansão do Ensino Médio em Tempo Integral no Rio Grande do Sul. Com desafios administrativos e ajustes necessários, o governo busca criar um ambiente educacional que promova o desenvolvimento integral dos estudantes, preparando-os para os desafios da vida profissional e acadêmica. A expectativa é que, com o tempo, essa abordagem se consolide como uma alternativa eficaz para a melhoria da qualidade da educação no estado.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 1076

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading