Governo Federal Lança Plano para Expandir a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica

A Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica passará a contar com 782 unidades, sendo 702 campi dos Institutos Federais.

Em uma iniciativa histórica para o futuro da educação profissional no Brasil, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou nesta terça-feira (12) o plano de expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. O projeto visa criar 100 novos campi dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs) em todo o país, abrindo 140 mil novas vagas, majoritariamente em cursos técnicos integrados ao ensino médio.

Tudo sobre a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica

Anunciado por Lula em dezembro de 2023 durante a Conferência Nacional de Juventude, o plano representa um compromisso do governo com a democratização do acesso à educação profissional de qualidade. Os Institutos Federais, que já oferecem educação básica e superior de forma gratuita, assumem um papel ainda mais relevante na formação de jovens e adultos para o mercado de trabalho.

O foco da expansão está em áreas com menor oferta de vagas na educação profissional e tecnológica, com atenção especial para a inclusão social e a promoção da igualdade de oportunidades. O objetivo é garantir que jovens e adultos, especialmente aqueles em situação de vulnerabilidade social, tenham acesso à formação profissional qualificada e competitiva.

Para viabilizar a iniciativa, o governo destinará R$ 3,9 bilhões em obras nos institutos federais através do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Desse montante, R$ 2,5 bilhões serão direcionados à construção dos novos campi e R$ 1,4 bilhão para melhorias nas unidades já existentes, incluindo refeitórios, ginásios, bibliotecas, salas de aula e equipamentos.

Critérios para Seleção dos Municípios

A escolha dos municípios que receberão os novos campi foi feita com base em critérios técnicos que consideram:

  • Vazios demográficos;
  • Proporção de matrículas de ensino técnico em cada estado;
  • Número de institutos em relação à população.

Distribuição Regional e Benefícios para o Rio Grande do Sul

A região Nordeste será a mais beneficiada, com 38 novos campi, seguida pelo Sudeste (27), Sul (13), Norte (12) e Centro-Oeste (10). São Paulo lidera entre os estados, com 12 novos campi, seguido por Minas Gerais e Bahia (8 cada).

O Rio Grande do Sul receberá cinco novos campi em:

  • Caçapava do Sul;
  • São Luiz Gonzaga;
  • São Leopoldo;
  • Porto Alegre;
  • Gramado.

Os Institutos Federais são obrigados a destinar no mínimo 50% de suas vagas para cursos técnicos de nível médio, com ênfase na forma integrada ao ensino médio. No entanto, está em discussão um acordo para que as novas unidades ofereçam 80% de suas vagas para o ensino técnico profissionalizante.

Com a expansão, a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica passará a contar com 782 unidades, sendo 702 campi dos Institutos Federais. Essa iniciativa fortalecerá a presença da Rede Federal em todo o território nacional, ampliando seu impacto na educação e no desenvolvimento do país.

A expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica representa um passo crucial para a construção de um futuro mais próspero e inclusivo para o Brasil. Ao investir na formação profissional de jovens e adultos, o governo federal abre portas para um mercado de trabalho mais competitivo e oportunidades de desenvolvimento para toda a sociedade.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 981

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading