Zero Assédio: Grêmio lança camisa em campanha contra o assédio

Com a ação Zero Assédio, o Grêmio quer mostrar a importância de combater esse crime, bem como criar um ambiente seguro para as mulheres.

O Grêmio enfrentará o São Luiz neste sábado (10), às 16h30 (horário de Brasília), na Arena, em um confronto válido pela 7ª rodada do Gauchão 2024. O Tricolor gaúcho chega embalado, liderando a competição com 15 pontos e acumulando cinco vitórias consecutivas.

Nos bastidores, o Imortal prepara uma iniciativa marcante para o duelo contra a equipe de Ijuí. O clube lançará a Campanha ‘Zero Assédio’, uma ação significativa para conscientizar e combater o assédio, tanto nas arquibancadas quanto na sociedade em geral. Para marcar o início desse movimento, o volante Mathías Villasanti foi escolhido para vestir a camisa de número zero durante a partida.

Zero Assédio é uma Parceria com a Agência End to End

Essa ação é apenas a primeira de uma série planejada para ocorrer ao longo da temporada de 2024. O Grêmio estabeleceu uma parceria estratégica com a agência End to End, visando utilizar as redes sociais como ferramenta de conscientização. Por meio de publicações e vídeos, a campanha buscará sensibilizar não apenas os torcedores, mas toda a população, sobre a importância de combater o assédio em todos os âmbitos da sociedade.

Henrique Guterres, executivo de marketing do Grêmio, concedeu uma entrevista para detalhar a iniciativa. Ele enfatizou que o objetivo da campanha não se limita apenas aos torcedores, mas visa alcançar toda a população. Guterres ressaltou a pertinência do momento, mencionando o Carnaval como um período que registra altos índices de casos de assédio. Além disso, destacou a parceria com a End to End como um fator essencial para o sucesso da iniciativa.

Com essa ação pioneira, o Grêmio almeja chamar a atenção para a importância de combater o assédio e criar um ambiente mais seguro e respeitoso tanto dentro quanto fora dos estádios. Essa é apenas o começo de uma série de iniciativas planejadas pelo clube para o ano de 2024.

Assédio no Brasil

Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), a cada 8 minutos, uma menina ou mulher foi vítima de estupro no Brasil durante os primeiros seis meses de 2023, indicando um aumento preocupante de 14,9% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Diante desses números alarmantes, os órgãos oficiais estão intensificando esforços para combater o assédio, especialmente durante o Carnaval deste ano. O Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) lançou a campanha “Respeito e Cuidado”, tendo o cantor e compositor Saulo Fernandes como embaixador.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 1076

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading