Greve dos Ônibus da região metropolitana de Porto Alegre segue nesta sexta (30) segundo sindicato

A greve dos ônibus que atinge a região metropolitana de Porto Alegre entrará no seu segundo dia nesta sexta-feira (30/06/2023), conforme o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários Intermunicipais de Turismo e de Fretamento da Região Metropolitana (Sindimetropolitano).

O motivo da continuidade do protesto é a falta de acordo entre a categoria e os representantes das empresas sobre o índice de reposição salarial.

Leia também: Preço da passagem de Porto Alegre em 2023 ATUALIZADO.

Sindimetropolitano não fez acordo com empresários

greve dos onibus
Imagem: Alina Souza

Na reunião realizada ontem (29/06/2023), no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT), sob a presidência do desembargador Luiz Alberto de Vargas, e com a participação do Ministério Público do Trabalho (MPT), a discussão não chegou a um consenso. O principal impasse, além do índice de reposição salarial, é a recusa da categoria em aceitar que o ajuste salarial seja vinculado a um possível aumento da tarifa de ônibus, cujo novo valor ainda aguarda estudos do governo do Estado.

A decisão de manter a greve foi tomada devido ao desacordo entre os envolvidos. O sindicato comunicou que a paralisação prosseguirá até a próxima quinta-feira (06/07/2023), quando uma nova reunião de mediação está agendada.

Funcionamento dos ônibus da região metropolitana de Porto Alegre

Para minimizar os impactos para a população, foi acordado que 50% da frota circulará das 5h30min até 8h30min – uma hora a menos do que o horário praticado na quinta-feira. No período da tarde, o horário de pico permanecerá inalterado, das 16h30min até as 19h. Fora desses horários, a circulação será reduzida a 30% da frota.

Os usuários do transporte coletivo precisam estar atentos às linhas afetadas pela greve. São elas as operadas pelas empresas Soul, Sogil, Transcal, Consórcio de Transportes Nova Santa Rita e Empresa. Na tarde de ontem, os terminais em Porto Alegre onde se concentram os ônibus metropolitanos intermunicipais apresentavam movimento abaixo do normal.

Qual o impacto da greve dos ônibus metropolitanos de Porto Alegre?

Apesar da greve, os atrasos nas linhas regulares foram mínimos, porém, as linhas diretas não operaram nos terminais localizados no Camelódromo e embaixo do viaduto da Conceição, em Porto Alegre.

A população aguarda uma solução rápida para a greve, que já impacta a rotina de milhares de pessoas na região metropolitana. A expectativa é que o impasse seja resolvido na próxima reunião de negociação, marcada para a quinta-feira da próxima semana.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast é redatora de web sites há cerca de 8 anos, tendo ao todo 15 anos de experiência com produção de conteúdo para a internet. Graduada em Administração de Empresas (Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre), encontrou sua verdadeira paixão na administração de websites.

Devido sua experiência com redação de conteúdo, obteve registro profissional como jornalista pelo Ministério do Trabalho (Registro Profissional: 0020361/RS).

É porto-alegrense raiz, nascida e criada na zona norte da cidade, mas muito apaixonada pela zona sul e pela orla do Guaíba. Ama a cidade e está sempre em busca de trazer mais informações que possam ajudar seus conterrâneos a curtirem mais o que Porto Alegre tem para oferecer!

Artigos: 435

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading