Fundação de Porto Alegre – 251 anos de história

A cidade de Porto Alegre é uma das mais importantes do Brasil, não só por ser a capital do Rio Grande do Sul, mas também por sua rica história e cultura. Sua data oficial de fundação é 26 de março de 1772, quando foi criada a Freguesia de São Francisco do Porto dos Casais, posteriormente alterada para Nossa Senhora da Madre de Deus de Porto Alegre. No entanto, o povoamento teve início em 1752, quando 60 casais portugueses açorianos foram trazidos por meio do Tratado de Madri para se instalarem nas Missões, região do noroeste do estado que estava sendo entregue ao governo português em troca da Colônia de Sacramento, nas margens do Rio da Prata. A demarcação dessas terras demorou e os açorianos permaneceram no então chamado Porto de Viamão, primeira denominação de Porto Alegre.

Em 24 de julho de 1773, Porto Alegre se tornou a capital da capitania, com a instalação oficial do governo de José Marcelino de Figueiredo. A partir de 1824, passou a receber imigrantes de todo o mundo, em particular alemães, italianos, espanhóis, africanos, poloneses, judeus e libaneses. Este mosaico de múltiplas expressões, variadas faces e origens étnicas, religiosas e linguísticas, faz de Porto Alegre, hoje com quase 1,5 milhão de habitantes, uma cidade cosmopolita e multicultural, uma demonstração bem sucedida de diversidade e pluralidade.

Porto Alegre dos Pampas

A história de Porto Alegre está intimamente ligada à região dos Pampas, formada por extensas planícies que dominam a paisagem do sul do Brasil e parte da Argentina e do Uruguai. É nessa região que nasceu o gaúcho, figura histórica, dotada de bravura e espírito guerreiro, resultado de lendárias batalhas e revoltas por disputas de fronteiras entre os Reinos de Portugal e Espanha, a partir do século XVI. As revoltas se sucederam, mas foi o século XIX que marcou o seu povo, após uma longa guerra por independência contra o Império Português. A chamada Guerra dos Farrapos se iniciou com um enfrentamento ocorrido na própria capital, nas proximidades da atual ponte da Azenha, no dia 20 de setembro de 1835. Mesmo sufocado, foi este conflito que gravou na história o mito do gaúcho e é até hoje cantado em hino, comemorado em desfiles anuais e homenageado com nomes de ruas e parques.

Tomada de Porto Alegre na Revolução Farroupilha
Tomada de Porto Alegre na Revolução Farroupilha – Imagem: GZH.

Com o fim da Guerra dos Farrapos, a cidade retomou seu desenvolvimento e passou por uma forte reestruturação urbana nas últimas décadas do século XVIII, movida principalmente pelo rápido crescimento das atividades portuárias e dos estaleiros. O desenvolvimento foi contínuo ao longo do tempo e a cidade se manteve no centro dos acontecimentos culturais, políticos e sociais do país como terra de grandes escritores, intelectuais, artistas, políticos e acontecimentos que marcaram a história do Brasil.

Nova era da modernização

Com a Proclamação da República em 1889, a cidade viveu uma nova era de desenvolvimento e modernização, com a construção de novas avenidas, praças e edifícios públicos, além do surgimento de novos bairros residenciais. A chegada da luz elétrica em 1897 e a inauguração do Porto de Porto Alegre em 1910 impulsionaram ainda mais o crescimento econômico da cidade.

inauguração do Porto de Porto Alegre em 1910
Inauguração do Porto de Porto Alegre (1910) – Imagem: Jornal do Comércio

No século XX, Porto Alegre se consolidou como um importante centro político e cultural do país. Foi palco de movimentos sociais e políticos importantes, como a Revolução de 1923, a Revolução de 1930 e a resistência contra a Ditadura Militar (1964-1985). Também se destacou como cenário de importantes eventos culturais, como a Feira do Livro de Porto Alegre, que ocorre desde 1955, e o Fórum Social Mundial, que teve sua primeira edição em 2001.

Protesto pelas Diretas Já no centro de Porto Alegre (1986)
Protesto pelas Diretas Já no centro de Porto Alegre (1986) Imagem: ALRS

Além disso, Porto Alegre se tornou um polo universitário, com a fundação de diversas instituições de ensino superior, como a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e a Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), entre outras. A cidade também abriga importantes museus, como o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) e o Museu de Ciências e Tecnologia da PUCRS, além de teatros, cinemas, galerias de arte e outras instituições culturais.

Presidente Juscelino Kubitschek inaugurando a UFRGS (1957)
Presidente Juscelino Kubitschek inaugurando a UFRGS (1957) – Imagem: Acervo Museu da UFRGS

Hoje, Porto Alegre é uma cidade cosmopolita, com uma população de quase 1,5 milhão de habitantes e um dos maiores PIBs do país. É uma cidade que preserva sua história e suas tradições, ao mesmo tempo em que se abre para o futuro e para o mundo, com um ambiente cultural diversificado e uma economia dinâmica e em constante crescimento. É uma cidade que representa bem a rica e diversa cultura do Rio Grande do Sul e do Brasil, e que continua a ser um importante centro político, econômico e cultural do país.

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast é redatora de web sites há cerca de 8 anos, tendo ao todo 15 anos de experiência com produção de conteúdo para a internet. Graduada em Administração de Empresas (Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre), encontrou sua verdadeira paixão na administração de websites.

Devido sua experiência com redação de conteúdo, obteve registro profissional como jornalista pelo Ministério do Trabalho (Registro Profissional: 0020361/RS).

É porto-alegrense raiz, nascida e criada na zona norte da cidade, mas muito apaixonada pela zona sul e pela orla do Guaíba. Ama a cidade e está sempre em busca de trazer mais informações que possam ajudar seus conterrâneos a curtirem mais o que Porto Alegre tem para oferecer!

Artigos: 435

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading