Ministro dos Transportes prevê liberação parcial da BR-116 em 48 horas

O ministro dos Transportes, Renan Filho, anunciou em entrevista à GloboNews na noite desta segunda-feira (6) que o trecho da BR-116 bloqueado junto à ponte do Rio dos Sinos, em São Leopoldo, deve ser ao menos parcialmente liberado em 48 horas. Isso mesmo. Deve haver uma liberação parcial da BR-116. Em suma, esta medida representa uma antecipação significativa em relação à previsão inicial de dez dias para a liberação completa.

Sobre a liberação parcial da BR-116

De acordo com o ministro, o governo federal está empenhado em agilizar a liberação de estradas importantes do Estado, como as BRs 116 e 290, para evitar um colapso ainda maior no Rio Grande do Sul. Ele ressaltou a importância de garantir o abastecimento de combustíveis, medicamentos, o serviço de resgate e o fluxo com a capital, destacando também a necessidade de atenção para o trecho sul da BR-116 e a BR-392, na região central.

As pontes sobre o Rio dos Sinos e a várzea do rio, em São Leopoldo, estão bloqueadas desde o fim da manhã da última sexta-feira, quando as águas começaram a bater na parte de baixo da ponte, ocasionando fissuras no asfalto. Por questões de segurança, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) optaram por interromper o trânsito.

Contudo, durante o fim de semana, com a inundação do Rio dos Sinos sobre a cidade de São Leopoldo, a BR-116 ficou alagada em vários pontos, como o limite entre os bairros Scharlau e Santos Dumond e na região entre o viaduto da João Corrêa e o Centro de São Leopoldo. Assim, além da obra na ponte, que o ministro mencionou como uma intervenção de aterramento, é necessário aguardar a diminuição do nível da água para que a pista possa ser liberada.

A expectativa é de que a liberação parcial da BR-116 represente um alívio para a população afetada pela enchente e contribua para a retomada gradual da normalidade nas atividades de transporte e abastecimento na região.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 979

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading