Mudança brusca em quase 200 linhas de ônibus desagrada passageiros da capital

Uma nova mudança feita em quase 200 linhas de ônibus gerou reclamações da população da capital gaúcha. Recentemente, a Prefeitura Municipal de Porto Alegre autorizou a linha do T2A a operar sem cobrador em dias úteis a partir desta quarta-feira (5). A decisão não foi bem vista pelos usuários do transporte coletivo da região.

Qual a rua mais bonita de Porto Alegre?

Ônibus de Porto Alegre vão funcionar sem cobrador

O transporte público é uma questão importante para os cidadãos de uma cidade, afetando diretamente a qualidade de vida e a mobilidade urbana. A introdução de ônibus sem cobradores já é uma tendência em Porto Alegre, visto que em fevereiro deste ano, 42 linhas foram autorizadas a funcionar sem esses profissionais. No entanto, as recentes mudanças têm levantado preocupações entre os usuários.

Passagens não reduziram preço

linhas de ônibus
Imagem: Wikimedia Commons

Segundo uma matéria do Jornal do Comércio, a população reclama que, apesar da eliminação dos cobradores, o preço das passagens não foi reduzido e o acesso ao transporte público também se tornou mais difícil. Essa situação tem gerado descontentamento e dúvidas sobre os benefícios reais dessa medida.

Para compreender melhor o impacto dessa mudança, é necessário analisar os dados fornecidos pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Segundo o diretor técnico da EPTC, Flávio Caldasso, os contratos com os cobradores representam 17% do preço da passagem.

Com a retirada gradual desses profissionais, estima-se que até 2026, a redução no valor da tarifa seja equivalente a R$ 0,90. No entanto, os moradores de Porto Alegre afirmam que essa economia ainda não chegou aos bolsos da população.

Falta de assistência

Além disso, a ausência dos cobradores nos ônibus trouxe outros problemas para os passageiros. Muitos reclamam da falta de assistência direta, da dificuldade em obter informações e da demora no atendimento aos usuários. Com a retirada dos cobradores, os motoristas precisam desempenhar funções adicionais, o que pode afetar o tempo de viagem e a qualidade do serviço prestado.

É importante ressaltar que a prefeitura planeja implementar a retirada gradual dos cobradores em todas as linhas de ônibus até 2025. O critério utilizado para essa implementação é baseado nas rotas que transportam menos passageiros por viagem. No entanto, é necessário considerar os impactos dessa decisão nos usuários e garantir que a qualidade do transporte público não seja comprometida.

A EPTC afirma que os profissionais que ocupavam os cargos de cobrador terão a oportunidade de se candidatar à promoção de motorista. Essa medida busca oferecer uma transição de carreira aos trabalhadores afetados pela mudança, mas é preciso acompanhar de perto o processo para garantir que todos tenham oportunidades justas.

População espera melhora de qualidade

A população de Porto Alegre espera que as autoridades responsáveis ouçam suas preocupações e busquem soluções que levem em consideração a qualidade do serviço de transporte público. É necessário um diálogo aberto entre os envolvidos para encontrar alternativas que atendam às necessidades dos usuários, ao mesmo tempo em que considerem a viabilidade financeira e operacional do sistema.

Em resumo, as mudanças nas linhas de ônibus de Porto Alegre, que resultaram na retirada dos cobradores, têm gerado reclamações por parte da população. A falta de redução no preço das passagens, a dificuldade de acesso e a diminuição na qualidade do serviço são algumas das preocupações levantadas pelos usuários.

É fundamental que as autoridades trabalhem em conjunto com a população para buscar soluções que garantam um transporte público eficiente, acessível e de qualidade para todos os cidadãos de Porto Alegre.

Con informações do Jornal do Comércio.

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast é redatora de web sites há cerca de 8 anos, tendo ao todo 15 anos de experiência com produção de conteúdo para a internet. Graduada em Administração de Empresas (Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre), encontrou sua verdadeira paixão na administração de websites.

Devido sua experiência com redação de conteúdo, obteve registro profissional como jornalista pelo Ministério do Trabalho (Registro Profissional: 0020361/RS).

É porto-alegrense raiz, nascida e criada na zona norte da cidade, mas muito apaixonada pela zona sul e pela orla do Guaíba. Ama a cidade e está sempre em busca de trazer mais informações que possam ajudar seus conterrâneos a curtirem mais o que Porto Alegre tem para oferecer!

Artigos: 439

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading