Nova Frente Fria chega ao Rio Grande do Sul

Uma nova frente fria é esperada entre Argentina e Rio Grande do Sul no final do mês, trazendo a possibilidade de mais tempestades isoladas.

O Rio Grande do Sul está se preparando para receber a segunda frente fria do outono, prometendo uma temporada de mudanças climáticas significativas. A passagem da primeira frente fria na semana passada deixou sua marca com vendavais e chuvas intensas, especialmente no extremo sul do estado. Esses eventos, embora tragam instabilidade, nem sempre resultam em baixas temperaturas imediatas.

Durante a última frente fria, municípios como Jaguarão e Santa Vitória do Palmar foram os mais afetados, com volumes de chuva impressionantes, chegando a 350 mm em poucas horas. Além disso, rajadas de vento superiores a 140 km/h causaram danos em cidades como Soledade e Cruz Alta, derrubando árvores e destelhando casas.

A reação entre o ar quente, que precede a frente fria, e o ar frio, que a acompanha, é a principal responsável pela formação de nuvens e chuva. Essa interação, aliada à posição geográfica única do sul do Brasil, torna a região propensa ao surgimento frequente de frentes frias e ciclones extratropicais, impactando não apenas o Rio Grande do Sul, mas também outras áreas do país.

Previsão de Frente Fria para os Próximos Dias

De acordo com a MetSul Meteorologia, a umidade se deslocará para o Sudeste e Centro-Oeste, mantendo a instabilidade com pancadas de chuva nessas regiões. Enquanto isso, o Rio Grande do Sul, junto com partes da Argentina e Uruguai, desfrutará de dias ensolarados e aumento gradual da temperatura.

Uma nova frente fria é esperada entre Argentina e Rio Grande do Sul no final do mês, trazendo a possibilidade de mais tempestades isoladas. Prevê-se que essa frente atravesse o território gaúcho no dia 1º de abril, trazendo chuvas entre 30 e 50 mm na maioria das regiões.

Embora rajadas de vento possam ocorrer devido ao rápido deslocamento do sistema, espera-se que não sejam tão intensas quanto na semana anterior. Os modelos meteorológicos atuais não indicam uma instabilidade severa como a observada recentemente, mas é importante ficar atento a atualizações.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 981

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading