Agergs define novas tarifas de pedágio nas rodovias concedidas à CSG

A decisão da Agergs sobre o reajuste das tarifas de pedágio terá um impacto significativo nas rotas concessionadas à Caminhos da Serra Gaúcha.

Nesta terça-feira (30), a Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Estado (Agergs) tomará decisões cruciais sobre o reajuste das tarifas de pedágio nas rodovias concedidas à concessionária Caminhos da Serra Gaúcha (CSG). A revisão tarifária, prevista em contrato, é a primeira desde que as rodovias foram concedidas à iniciativa privada. A CSG propõe um aumento de 4,2%, passando de R$ 11,90 para R$ 12,40 na praça de pedágio de Portão, na RS-240.

Expansão e Novos Pedágios

A CSG busca implementar o sistema free flow em São Sebastião do Caí e Capela de Santana, substituindo a praça de pedágio de Portão. A tarifa sugerida pela CSG para o trecho caiense seria de R$ 12,40, enquanto Capela de Santana teria uma tarifa proposta de R$ 9,00 para carros. Essa mudança, programada para começar após o carnaval, visa otimizar a cobrança nos dois sentidos.

São Sebastião do Caí contará com isenção parcial para moradores, graças à redução de 40% na cobrança do ISSQN pela prefeitura à CSG. Apesar de Capela de Santana ter cogitado um modelo semelhante, ainda não há confirmação. A mobilização de grupos de moradores busca uma solução semelhante para a localidade.

Justificativa as novas tarifas de pedágio

A CSG justifica o aumento de 4,2% nas tarifas com base em perda tarifária nas praças de Portão e Flores da Cunha, totalizando R$ 186,3 mil. A empresa alega que a arredondamento para valores inferiores resultou em uma redução na arrecadação. Além disso, aponta custos adicionais com a verba anual para segurança no trânsito.

A concessionária informou que as obras mais significativas, incluindo a restauração do sistema viário e a implementação de acostamentos, devem começar este ano. As primeiras obras de duplicação estão programadas para serem entregues em 2025. A RS-240 terá dois pontos com obras de duplicação, e o trecho entre Montenegro e o entroncamento com a BR-386 também será duplicado. A implantação de uma terceira pista está prevista para São Leopoldo.

A decisão da Agergs sobre o reajuste das tarifas de pedágio terá um impacto significativo nas rotas concessionadas à Caminhos da Serra Gaúcha. A mudança para o sistema free flow e a expansão dos pedágios evidenciam a busca por eficiência na cobrança. Enquanto a população aguarda a definição das tarifas, a expectativa é que as melhorias nas rodovias e as obras futuras compensem os possíveis aumentos nas tarifas de pedágio.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 1076

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading