Porto Alegre Registra 2.940 Casos de Dengue em 2024 até Abril

O aumento alarmante nos casos de dengue em Porto Alegre requer uma resposta urgente das autoridades de saúde e da população.

Porto Alegre enfrenta um aumento significativo nos casos de dengue em 2024, com um total de 2.940 casos confirmados até o dia 27 de abril. Essa estatística representa um aumento considerável em relação ao mesmo período do ano anterior, gerando preocupação entre as autoridades de saúde e a população da cidade.

Estatísticas Atuais dos casos de dengue

Dos casos confirmados, 2.625 foram contraídos localmente na cidade, 211 foram importados de outras regiões e 104 têm local de infecção indeterminado. O número total de ocorrências suspeitas notificadas à Equipe de Vigilância de Doenças Transmissíveis da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) chega a 23.834 até o momento. Comparativamente, em 2023, foram registradas 4.745 notificações e 2.708 casos confirmados no mesmo período.

Três óbitos foram registrados em decorrência da dengue em moradores da cidade, destacando a gravidade da situação. Os sintomas mais comuns entre os casos confirmados incluem febre, mialgia e cefaleia, seguidos por náuseas.

Neste link, você confere os detalhes da infestação de dengue nos bairros em Porto Alegre.

Distribuição Geográfica

A incidência da dengue está distribuída em 93 dos 94 bairros da cidade até a semana epidemiológica 17 de 2024. Dezessete bairros apresentam uma incidência acumulada de mais de 300 casos por 100 mil habitantes, evidenciando a necessidade de ações preventivas em toda a cidade.

O acúmulo de água em lixo reciclável, plantas expostas às chuvas e depósitos fixos, como ralos e caixas d’água não vedadas, são apontados como os principais criadouros responsáveis pela alta infestação de mosquitos em todas as regiões afetadas pela dengue na cidade.

O aumento alarmante nos casos de dengue em Porto Alegre requer uma resposta urgente das autoridades de saúde e da população. A conscientização sobre a prevenção, a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti e o monitoramento contínuo da situação são essenciais para conter a propagação da doença na cidade. Para mais informações e atualizações, os residentes podem acessar o site oficial da Secretaria Municipal de Saúde.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 979

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading