Por que o Rio Grande do Sul não vai receber vacina contra a Dengue?

Infelizmente, o Rio Grande do Sul não vai receber nenhuma dose de vacina contra a dengue. Abaixo, confira os critérios para a exclusão.

O Ministério da Saúde divulgou os Estados e municípios que receberão as primeiras doses da vacina contra a dengue no Brasil, excluindo o Rio Grande do Sul da listagem. Serão 16 Estados e o Distrito Federal que atendem aos requisitos para iniciar a vacinação, com foco inicial em crianças entre 10 e 14 anos, a partir de fevereiro. Afinal, por que o Rio Grande do Sul está fora da lista? Abaixo, entenda os critérios.

Por que o RS não receberá a vacina contra a dengue?

As regiões contempladas precisam cumprir três critérios

  • serem formadas por municípios com mais de 100 mil habitantes;
  • apresentarem alta transmissão de dengue entre 2023 e 2024;
  • terem predominância do sorotipo DENV-2.

O esquema vacinal consiste em duas doses, com intervalo de três meses.

A escolha dos públicos-alvo e regiões é baseada na capacidade limitada do laboratório fabricante da vacina de fornecer doses, de acordo com o Ministério da Saúde. A primeira remessa, com 757 mil doses, chegou ao Brasil no último sábado (20), totalizando 1,32 milhão de doses nesse primeiro lote. Para fevereiro, há outra entrega prevista, com 568 mil doses. Ao longo do ano, a previsão é disponibilizar 5,2 milhões de doses, conforme informado pela pasta. A lista dos locais prioritários pode ser consultada no site do ministério, neste link.

RS registra aumento nos casos de dengue

Enquanto isso, o Rio Grande do Sul enfrenta um aumento expressivo de casos de dengue, com um aumento de 855% nas primeiras três semanas de 2024 em comparação ao mesmo período do ano anterior. Embora o Estado não cumpra todos os requisitos para a distribuição inicial dos imunizantes, a Secretaria Estadual da Saúde atribui o aumento dos casos principalmente às condições climáticas favoráveis à proliferação do mosquito Aedes aegypti, como chuvas frequentes e calor.

Vale ressaltar que a vacina contra a dengue da empresa Takeda está disponível na rede privada desde o segundo semestre do ano passado, em clínicas e farmácias, variando o valor conforme o estabelecimento que comercializa o produto.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 1100

Deixe um comentário

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading