Tag Bairro Menino Deus

O bairro Menino Deus, localizado em Porto Alegre, possui uma história rica e fascinante. Criado pela Lei 2.022 em 7 de dezembro de 1959, o bairro tem suas raízes ainda mais antigas. Sua origem remonta ao período em que foi reconhecido como um agrupamento semi-independente do Centro Histórico da cidade. Essa relação comercial e administrativa com o Centro contribuiu para que o Menino Deus se tornasse o mais antigo arraial de Porto Alegre.

História do bairro Menino Deus

O bairro Menino Deus, localizado em Porto Alegre, tem uma história rica e fascinante. Criado pela Lei 2.022 em 7 de dezembro de 1959, teve seus limites alterados posteriormente pela Lei 4.685 em 21 de dezembro de 1979. No entanto, sua origem remonta a tempos ainda mais antigos.

Considerado o mais antigo arraial da cidade, o Menino Deus foi o primeiro território reconhecido como um agrupamento semi-independente em relação ao Centro Histórico de Porto Alegre. Suas terras pertenciam originalmente a Sebastião Francisco Chaves, proprietário da estância São José. O nome do bairro surgiu da devoção ao Menino Deus, trazida por colonos açorianos.

Em 1853, foi inaugurada a capela do Menino Deus, que se tornou um ponto de referência para os moradores do centro da cidade e outros bairros em formação. O desenvolvimento do bairro foi impulsionado pela construção de casas ao redor da capela e pela abertura de novas ruas. Infelizmente, a igreja original, em estilo gótico, foi demolida na década de 1970 para dar lugar à atual igreja, de arquitetura moderna.

Estabelecimentos Importantes e Principais Avenidas do bairro Menino Deus

Ao longo de sua história, o Menino Deus abrigou estabelecimentos importantes que contribuíram para a vida social e cultural do bairro. Destacam-se o Hipódromo Rio Grandense, construído em 1888, as exposições agropecuárias realizadas nos pavilhões construídos em 1909 (hoje o Centro Estadual de Treinamento Esportivo – CETE) e o Estádio dos Eucaliptos, inaugurado em 1931 e pertencente ao Sport Club Internacional.

A ligação do Menino Deus com a Cidade Baixa e o centro da cidade era feita pela atual Avenida Getúlio Vargas, cujo início situava-se na ponte sobre o Arroio Dilúvio, construída em 1850. A partir da década de 1950, com o prolongamento da Avenida Borges de Medeiros após o aterro da Praia de Belas, o acesso ao bairro foi ampliado, facilitando sua expansão e urbanização.

Dados Socioeconômicos do bairro Menino Deus

Atualmente, o Menino Deus é um bairro residencial de classe média alta, com proximidade a centros comerciais e de lazer. De acordo com dados do Censo de 2010, a população residente no bairro possui uma escolaridade mais elevada que a média da cidade, e a taxa de analfabetismo é baixa, de apenas 0,71%.

O rendimento médio dos responsáveis pelos domicílios é de 8,74 salários mínimos, e a renda média mensal dos trabalhadores é de R$ 2.690. Em 2010, a renda per capita dos moradores do Menino Deus era de R$ 3.264,67, acima da média do município de Porto Alegre, que era de R$ 1.758,27. Mais de 54% dos trabalhadores do bairro recebiam acima de 5 salários mínimos.

Em termos de desenvolvimento humano, o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) do Menino Deus era de 0,927 em 2010, enquanto o IDHM da cidade de Porto Alegre era de 0,805. O percentual de pessoas em situação de pobreza era de 1,02% em 2010.

Contexto Atual e Lazer do bairro Menino Deus

O Menino Deus mantém seu caráter residencial e é conhecido por sua qualidade de vida. Os moradores desfrutam de proximidade com o Parque Marinha do Brasil, localizado na Avenida Borges de Medeiros, e da bela Orla do Guaíba, que são os principais pontos de lazer do bairro e de toda a cidade de Porto Alegre.

Embora o Menino Deus seja um bairro próspero, é importante mencionar que faz divisa com o bairro Santa Teresa, onde está localizada a favela da Vila Cruzeiro, uma das duas grandes concentrações de baixa renda e baixa empregabilidade da cidade.

O bairro Menino Deus é um exemplo de uma área que preserva sua história, ao mesmo tempo em que se adapta às demandas e necessidades atuais de seus moradores. Com suas ruas arborizadas, estabelecimentos icônicos e uma atmosfera residencial agradável, o Menino Deus continua a ser um local de referência em Porto Alegre.