Voos cancelados no Salgado Filho: Como reaver o dinheiro?

O Aeroporto Salgado Filho fechado está desde maio impacta viagens e gera dúvidas sobre direitos dos consumidores

O fechamento do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, desde o início de maio devido às inundações da pista, gerou um cenário caótico para os passageiros que tinham voos agendados. Com o cancelamento de diversos voos, muitos se viram obrigados a buscar alternativas, enfrentar transtornos e lidar com dúvidas sobre seus direitos.

Com a impossibilidade de operar no Salgado Filho, os voos foram transferidos para outros aeroportos do interior do estado, como Caxias do Sul, Passo Fundo e, desde o dia 27 de maio, a Base Aérea de Canoas (Baco). No entanto, a quantidade de voos nesses aeroportos é significativamente menor do que no Salgado Filho, o que resulta em remanejos, cancelamentos e preços mais altos das passagens.

Qual o direito dos passageiros dos voos cancelados no Salgado Filho?

O Procon/RS e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) orientam os passageiros que tiveram voos cancelados ou remarcados sobre seus direitos. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), o cliente pode:

  • Exigir ser colocado em outro voo: Se houver disponibilidade de assentos para o mesmo destino ou a possibilidade de remanejo para outro aeroporto.
  • Solicitar o cancelamento e reembolso do valor: Devidamente corrigido e atualizado.
  • Receber assistência material gratuita: Conforme o tempo de espera no aeroporto.
  • Ter direito à reacomodação em outro voo: Em um novo voo cuja data e horário sejam mais próximos do voo atrasado, cancelado ou interrompido.
  • Receber reembolso integral da passagem aérea ou reacomodação em outro voo disponível: Se for avisado do cancelamento do voo apenas ao chegar ao aeroporto.

Como fazer uma denúncia ao Procon/RS?

Para denunciar abusos de preços de produtos e serviços, o consumidor pode acionar o Procon municipal da sua região ou o Procon RS através do e-mail [email protected].

O fechamento do Aeroporto Salgado Filho expõe a fragilidade do sistema aéreo brasileiro e a necessidade de medidas para garantir os direitos dos passageiros e evitar transtornos em situações como essa.

Gostou da matéria? Siga a gente no FacebookInstagram e Twitter, e fique por dentro das notícias de porto Alegre.

Magdalena Schneider

Magdalena Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.
Natural de Dois Irmãos / RS, sempre quis morar em Porto Alegre, e em 2020 realizou esse desejo. Há três anos vem desbravando a capital gaúcha e compartilhando aqui suas experiências.

Artigos: 981

Descubra mais sobre Curtindo Porto Alegre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading